728x90 AdSpace

Latest News
20 de jan de 2010

Pontas em Idade Adulta




No post anterior, falei sobre a idade ideal para iniciar a técnica de pontas. E assim como expliquei que não há uma idade certa enquanto jovem bailarina, o mesmo se aplica para bailarinas iniciantes, porém adultas. Ou seja, não há qualquer limite de idade. O início do treinamento para adultos depende da quantidade de horas de estudo por semana, condição física, força muscular e dedicação da bailarina em idade avançada. E aqui, entende-se idade avançada como acima de 25 anos.


Janice Barringer e Sarah Schlesinger, no livro The Pointe Book - Shoes, Training & Technique, abordam o assunto de maneira bem simples. De acordo com as autoras, o treinamento de pontas para bailarinas adultas varia bastante de uma escola para outra. Não é nem mesmo uma questão de método (Vaganova, Royal, Balanchine, etc), mas sim da percepção da própria bailarina e seu professor. Elas ainda descrevem estas bailarinas como “very brave ladies who have either had the dream of wanting to dance on pointe all their lives, or have danced as children and wanted to experience the feeling again” (moças muito corajosas que sempre tiveram o sonho de dançar nas pontas ou já dançaram mais cedo e querem viver a experiência novamente).


Geralmente, entende-se que os requisitos para uma adulta iniciar o treinamento de pontas são dois: 1) fazer, no mínimo, três aulas por semana, sendo uma imediatamente antes da aula de técnica de pontas; e 2) estar absolutamente segura de sua decisão. O primeiro requisito varia de acordo com a dedicação da aluna e a habilidade que ela demonstra nas aulas. No meu caso, passei mais de 10 anos sem calçar uma sapatilha de pontas e, como ainda tenho tendinite, minha professora ficou bastante receosa com minha decisão. Faço três aulas por semana e escolhi as aulas de sábado para o treinamento nas pontas. Embora não seja uma aula adequada de técnica de pontas (pois meu trabalho não me dá possibilidade de freqüentá-la), os resultados têm sido bem satisfatórios. Como aos sábados tenho bastante tempo livre, chego mais cedo na escola e aqueço bem toda a musculatura antes da aula, um cuidado que nunca tive quando era mais nova.


No Brasil, devido à padronização do ensino nas escolas, adota-se o mínimo de 2 anos de técnica clássica para adultos iniciantes antes de começar o treinamento nas pontas. Entretanto, é preciso que a bailarina adulta, assim como a adolescente, sinta-se segura a fim de evitar lesões definitivas.


Aliás, a questão das lesões é bem pontuada por Barringer e Schlesinger. Segundo elas, muitas bailarinas adultas acreditam que não sofrerão lesões por já apresentarem estrutura óssea e muscular completamente formada. É preciso saber que os cuidados com lesões devem ser exatamente os mesmos daqueles tomados com crianças e adolescentes. Isso porque o trabalho de pontas em bailarinas adultas é mais árduo, pois há mais peso sobre os tornozelos e maior noção de medo e perigo.


Os exercícios de técnica são exatamente os mesmos para adultos e adolescentes. E desde que bailarinas adultas aprendam a técnica correta e adquiram a habilidade com treinamento e dedicação, é perfeitamente viável que ela se torne proficiente nas pontas mesmo tendo iniciado seus estudos em idade avançada. Aliás, como sempre digo, a idade é uma grande conselheira. Hoje sinto-me melhor bailarina que há 10 anos. A idade me proporcionou maior consciência corporal, responsabilidade e dedicação, características muitas vezes ausentes em crianças e adolescentes.


E vocês, meninas? Como foram suas experiências com as pontas após os 25 anos? Vamos compartilhar?



Fonte: Pontas Perfeitas
Silmara Caetano

Através do Blog Mover, encoraja e estimula ministérios de dança de todo o Brasil a oferecerem uma adoração com excelencia a Deus. Sirvo a Deus com coração, alma e entendimento. Tudo é por Ele e para Ele... Leia Mais sobre o autor

  • Blogger Comments
  • Facebook Comments

1 pessoas comentaram:

  1. Eu tenho 23 anos e estou tendo muita dificuldade na ponta estou me esforçando bastante para realizar este sonho de criança. beijos
    Stephanie Amaral

    ResponderExcluir

Compartilhe suas experiências ou deixe seu recadinho! Vou curtir de montão!

Item Reviewed: Pontas em Idade Adulta Rating: 5 Reviewed By: Silmara Caetano