728x90 AdSpace

Latest News
19 de fev de 2010

A dança e o evangelismo


Em relação ao tema dança e evangelismo, podemos fazer uma reflexão, a princípio muito simples: a Dança é uma linguagem artística que se manifesta em vários estilos e o evangelismo pode se apropriar de inúmeras linguagens e estratégias para sua realização.
Em se tratando de evangelismo, é pertinente ressaltar que numa perspectiva, considerada por muitos, alternativa; grandes aglomerados de pessoas em eventos como carnavais, paradas, calouradas universitárias e outros podem ser alcançados através de camisetas, quadros, agendas, bandanas, adesivos, gibis, porcelanas ou artigos para presentear que levam a inscrição da palavra de Deus. Também temos presenciado o evangelismo através do teatro, dança, mímica, pantomima além da performance de personagens como palhaços, peões de Cristo, malabaris, surfistas e bonecos. Para mim independente da estratégia ou da linguagem utilizada o que interessa mesmo são as vidas a serem alcançadas, os milhares de perdidos que estão por aí nas ruas!

Infelizmente, ainda existem aqueles que não concordam com essa ou aquela maneira de evangelizar. Curiosamente, Jesus também foi criticado por curar enfermos aos sábados (Mt12:10 e Mc 3:2-4.). Outro detalhe é que Jesus foi muito criativo e usava métodos nada tradicionais para curar e ensinar sendo também foi criticado por isso (Mc 8:23-25.).

Continuando o exercício de reflexão me pergunto: Afinal servimos a um Deus criativo ou não? Servimos ao Senhor absoluto de todas as coisas ou não? Ao pensar na resposta destas questões olho ao meu redor e observo, por exemplo, a natureza em sua singularidade de formas e matizes o que me faz confortável em afirmar que sirvo Aquele que criou todas as coisas para seu louvor, para Ele e por Ele (Gn 1:31 e Jr: 16.)! Por isso danço primeiro diante do meu Deus, depois obedeço ao IDE da maneira que o Espírito Santo direcionar (I Ts 1:5-9.)

A propósito, como grupo de dança da Igreja Batista da Lagoinha/BH, antes de ministrarmos no louvor da Igreja, começamos em impactos evangelísticos nas ruas, escolas, hospitais, presídios, shoppings e teatros. Quando isso acontece há sempre um apoio das Igrejas locais no sentido de acolher e acompanhar os novos convertidos. Em alguns casos específicos muitos de nós adotam pessoas para um discipulado mesmo à distância.

São incontáveis testemunhos, mas interessante é que na maioria deles há uma unidade quanto à maneira como estas pessoas foram atraídas pelo texto dançado, mas, também pela expressão facial/corporal daquele ou daquela que ministrava com a dança. Ouvimos, inúmeras vezes, para honra glória do Senhor Jesus, que algo diferente e sobrenatural acontece quando ministramos. Sempre há manifestação de quebrantamento ou de jubilo, normalmente, facilitando o trabalho corpo-a-corpo no evangelismo.

Também tenho acompanhado alguns eventos evangelísticos e posso testemunhar como há grupos de dança nos seus estilos variados, realizando um trabalho amoroso e eficiente. Mas não podemos nos esquecer que em qualquer resultado para o Reino de Deus seja através da dança, da música, do canto, do teatro ou qualquer fenômeno artístico, toda possibilidade de linguagem ou ação evangelística precisa vir orquestrada pelo Espírito Santo e alojadas em vasos para honra de Deus.

Creio que Deus na falta de sabedoria e obediência de muitos de nós pode usar, se quiser, as jumentas (Nm 22:28), mas se nos dispusermos para sua obra, a ouvir sua voz e em santidade nos apresentarmos diante dEle para o seu realizar em nós, Ele pode nos dar autoridade e nos usar. Afinal quem o Senhor chamou para anunciar as boas-novas? Alegremo-nos pois e sejamos todos voluntários na obra evangelística do Senhor Jesus!

“O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar as boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados; a apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia do vingança do nosso Deus; a consolar todos que choram.” Is 61: 1-2

Isabel Coimbra
www.belcoimbra.com
Silmara Caetano

Através do Blog Mover, encoraja e estimula ministérios de dança de todo o Brasil a oferecerem uma adoração com excelencia a Deus. Sirvo a Deus com coração, alma e entendimento. Tudo é por Ele e para Ele... Leia Mais sobre o autor

  • Blogger Comments
  • Facebook Comments

2 pessoas comentaram:

  1. e muito bom os conteúdos que estão escritos,nós aqui na igreja estamos com estes propósito,vomos na praça da prefeitura para alcançar outros jovens estamos buscando ajuda e estrategias de outras pessoas que estão por dentro do assunto.Priscila

    ResponderExcluir
  2. Oi Priscila, Paz!
    Creio que a dança é um poderoso instrumento de evangelização. Muitas igrejas e tambem muitos ministros de dança ignoram este aspecto, mas é inegável que muitas pessoas que dizem "nunca pisarei dentro de uma igreja" seriam atingidas e tocadas por uma bela apresentação de dança numa praça... A dança é a linguagem que usamos para alcançar vidas para Cristo! Que Deus te abençoe, a vocÊ e a seu ministério e te dÊ as estratégias corretas. Paz!

    ResponderExcluir

Compartilhe suas experiências ou deixe seu recadinho! Vou curtir de montão!

Item Reviewed: A dança e o evangelismo Rating: 5 Reviewed By: Silmara Caetano