728x90 AdSpace

Latest News
21 de fev de 2012

Postura do Bailarino (4a. Parte)

Ministerio de Dança Renascer
Boa Noite, Amados Levitas do Senhor! Guerreiros Adoradores, Profetas da Dança!
Hoje vou postar sobre um tema levantado através de uma dúvida que recebi de uma leitora do Blog e é bastante controverso: o Dançar de costas para a Igreja. Como se trata de um costume disseminado no meio evangélico, creio que nem todos poderão concordar com minha visão do assunto. Fique a vontade para comentar se vc tiver um entendimento diferente, ok?

* O "dançar de costas"

Até o que sei, é um "costume" que surgiu há alguns anos (+ - em 1998, pelo que me lembro), em um ministerio de louvor de muito sucesso na época (Ministerio Casa de Davi) de Londrina. Na época, um ministro de louvor desse grupo (Mike Shea) recebeu a orientação de Deus a ministrar o louvor de costas para a igreja. Isso aconteceu porque a "fama" desse grupo estava fazendo o povo desviar o seus olhos de Deus e passaram a admirar os homens. Para então tirar "os olhares da igreja de sobre os ministros" e coloca-los sobre quem realmente deveria ser adorado, passaram a ministrar o louvor "de costas" principalmente nos grandes eventos, os "shows" agendados pela nação afora. Então, a partir desse ministerio, esse costume espalhou-se pelo Brasil, ganhando muitos adeptos...

Com o tempo, o ato de "ministrar de costas"  tornou-se um "costume". Digo isso porque, nos dias de hoje, tenho conhecimentos de ministerios que fazem isso sem nem ao menos saber o porque... 

Minha opinião: quando dançamos a igreja olha mesmo... mas não está nos olhando com a postura de nos idolatrar. Eles olham o sincronismo, a roupa, a maquiagem... Acho desnecessário dançar de costas porque isso não vai fazer a igreja deixar de nos olhar. Eu prefiro: buscar incansávelmente a santidade, buscar me encher da unção de Deus, para que no momento da minha dança os meus gestos, o meu olhar, a minha expressão seja o canal que o Espirito Santo use para alcançar e tocar os corações. 
(PS: Isso é minha opinião pessoal. Não condeno quem pensa diferente, pois Deus age na diversidade também :D)


No Amor de Cristo,
Silmara Caetano
Silmara Caetano

Através do Blog Mover, encoraja e estimula ministérios de dança de todo o Brasil a oferecerem uma adoração com excelencia a Deus. Sirvo a Deus com coração, alma e entendimento. Tudo é por Ele e para Ele... Leia Mais sobre o autor

  • Blogger Comments
  • Facebook Comments

3 pessoas comentaram:

  1. Ola Silmara.
    Gosto muito de ler suas postagens. Têm me abençoado muito.
    Acredito que a dança de costas deve ser vista como opção e não como obrigação. É legal para momentos de adoração intima ao Senhor; com uma musica + lenta; depende do momento.
    (Minha opnião!)

    A Paz do Senhor. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marília! Paz! Você está certíssima... Infelizmente, existem ainda ministerios que tornam essa opção em obrigação, impondo aos ministros sem nem explicarem a razão ou motivo.
      Agradeço sua visita e participação!
      bjim

      Excluir
  2. não danço de costas mas na hora em que a igreja aplaude costumo virar de costas e me prostrar.

    ResponderExcluir

Compartilhe suas experiências ou deixe seu recadinho! Vou curtir de montão!

Item Reviewed: Postura do Bailarino (4a. Parte) Rating: 5 Reviewed By: Silmara Caetano