728x90 AdSpace

Latest News
25 de jul de 2015

Dança no Divã - Carta nº 4


Querida Silmara, Paz! Faz um tempo que acompanho seu blog, antes de mais nada quero externar aqui o quanto sou edificada através das mensagens que você posta, através do seu testemunho (...)O motivo do meu contato é para falar a respeito do ministério de dança do qual faço parte. Estamos enfrentando uma crise terrível, por conta de fofocas, brigas, desentendimentos e falta de visão. Eu estava preste a sair por não concordar com muitas coisas, com a falta de reverência e compromisso, enfim... algumas pessoas que tinham uma visão diferente da minha saíram e permaneceram eu e mais três, sedo uma dessas três a minha líder. Nós entramos no propósito de ficar um período em oração buscando de Deus a Sua vontade para nossas vidas. (...) Gostaria de saber, como funciona no seu grupo, vocês busca de Deus a canção, as vestes e os passos surgem, é assim? As vezes tenho a impressão que só consigo dançar espontâneo, por mais que eu coreografe a maioria das musicas mentalmente, eu gosto mesmo é de dançar espontâneo sabe? Mas nós colocamos nossas vidas diante de Deus, e neste fim de ano queremos apresentar algo que verdadeiramente edifique as pessoas, cure, liberte, quebre cadeias, não queremos fazer apresentações vazia e sem efeitos. Agradeço se puder compartilhar comigo sua experiência pessoal, ou se puder me dar um conselho.

Resposta:
A primeira coisa que quero te falar é: Não desista! Sei que a situação ainda pode ficar pior.. mas não desista do seu chamado... Quase sempre, no meio da tempestade, não conseguimos saber o que Deus pretende com tamanha prova, não conseguimos entender o que se passa com as pessoas do grupo, nem mensurar as consequencias das ações de cada um. E ai vem o problema: nosso coração é enganoso e se deixarmos nos levar por ele, vamos nos afastar daquilo que Deus tem pra nós... Tenho percebido que estas tribulações e contendas são permitidas para gerar nas pessoas um novo grau de comprometimento com o ministerio. O grupo que passa por isso, geralmente sofre muitas baixas, mas os que ficam tornam-se pessoas extremamente comprometidas, que realmente buscam a Deus e através delas Deus começa um novo derramar na igreja.

Já passei por situações assim.. por duas vezes... Uma vez, um grupo de doze pessoas só ficou tres... e numa outra vez, um grupo de 5 só ficou eu... foi dificil.. dançava sozinha durante o louvor e era muito puxado.. cansativo.. mas fiquei firme: não desisti: era o meu chamado.. Não posso responder pelas atitudes e pelo chamado dos outros, Mas serei cobrada se eu não exercer o MEU CHAMADO.. Com a ajuda do Espírito Santo superei... Todos me diziam para parar também... mas no meu intimo o Senhor me cobrava e dizia: Não pare! EU estou contigo! Não foi EU que te chamei??? Porque vc está com medo? Porque está questionando ??? É EU que vou a frente!! MARCHE!!!! Eu acreditei e me agarrei ao meu chamado... E venci.. Algumas pessoas voltaram muito melhores.. outros sairam definitivamente, pois de fato não era o lugar delas...

Sobre a dança, normalmente, quando Deus me chama a atenção com determinada musica para ministrar, procuro tirar um tempo para ouvi-la, num lugar calmo, sem distrações... Depois de orar um pouco e absorver a mensagem da musica, o Espirito Santo começa a me orientar sobre alguns passos, em um determinado momento da musica... As vezes, um trecho dela me traz uma orientação sobre as vestes.. ESte processo demora algum tempo, não vem tudo de uma vez... por isso é importante ouvir e ouvir... quando tenho uma linha de trabalho, anoto tudo no caderno, e levo para o ensaio... Chegando lá, passo a idéia pro pessoal, e começamos em conjunto a dar forma.. muitos passos vem também da inspiração que alguns deles tem durante o ensaio... Como a essência vem revelada pelo Espírito, Deus também transmite a eles a continuidade do trabalho, e com a ajuda de todos sai a coreografia.. é uma benção...

Espero ter ajudado um pouco...

No Amor de Cristo,
Silmara Caetano
Silmara Caetano

Através do Blog Mover, encoraja e estimula ministérios de dança de todo o Brasil a oferecerem uma adoração com excelencia a Deus. Sirvo a Deus com coração, alma e entendimento. Tudo é por Ele e para Ele... Leia Mais sobre o autor

  • Blogger Comments
  • Facebook Comments

8 pessoas comentaram:

  1. obrigado pela mensage. Deus falou muito comigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém! Glória a Deus! Volte sempre :)

      Excluir
  2. suas palavras me edificaram muito.. obg..

    ResponderExcluir
  3. Amei a mensagem.Também estamos passando por momentos difíceis no Ministério de dança que eu lidero.Eramos quatros uma saiu e ficaram três.Agora saiu mais uma .Somos agora duas eu e minha irmã !!! Estou orando pois é o nosso chamado.O que vc nos sugere.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. querida, só posso lhe dizer: Perseverança! Eu também já fiquei um ano inteiro ministrando sozinha, esperando o meu milagre.. que dificil foi.. mas foi também um grande teste, de perseverança, fé e de compromisso com o meu chamado. Nao foi facil, mas Deus me deu vitória. Também vai dar a vcs! Fiquem firme, se posicionem! bjs

      Excluir
  4. Silmara suas mensagens tem me ajudado muito a refletir o que fazer nos dias de hoje.Nos edifica muito.Que Deus continue derramando sabedoria mais e mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido irmão Anonimo, obrigada por suas palavras, me incentivam a continuar nesta dificil caminhada.. Obrigada pela sua visitinha e por suas orações. um abração!

      Excluir

Compartilhe suas experiências ou deixe seu recadinho! Vou curtir de montão!

Item Reviewed: Dança no Divã - Carta nº 4 Rating: 5 Reviewed By: Silmara Caetano